24 de jul de 2014

Digitalizando livros de cartório: CUIDADO!

Ainda hoje, conheci um cartório da região de Curitiba, onde me apresentei para restaurar e encadernar seus livros. 

Conversando, contou-me que vai precisar digitalizar todos os livros, por exigência do Juiz Corregedor.
E que precisa desmontar os livros e reencadernar. Inclusive, a empresa contratada vai fazer todo o serviço.
Isto é um erro e um perigo para os livros.

É desnecessário desmontar e encadernar novamente, pois existem equipamentos de digitalização que cumprem a tarefa e que já foram usados com sucesso em outros cartórios.
Com o SCANER DOBRAVEL, com um "braço flexível que pode ser montado em uma mesa e ser ajustado para qualquer tamanho de livro, por exemplo, que é pequeno, prático e eficiente, existindo muitos modelos no mercado, o próprio cartório pode fazer o trabalho.

Temo que as empresas que oferecem o serviço de digitalização não tenham conhecimento para encadernar os livros. Além disso, representam um custo de cerca de R$.0,49 POR DOCUMENTO.

Podem cometer os erros comuns do encadernador comercial, entre eles:

1- Dilacerar os livros na desmontagem;
2 - Perder fragmentos ou pedaços dos livros manuscritados antigos;
3 - Desprezar detalhes históricos do livro, como etiqueta de fabricantes, amostras de material original, etc.;
4 - Apenas amarrar as folhas, na re-encadernação sem restauro;
5 - Refilar ou guilhotinar no mínimo um centímetro dos lados dos livros, para retirar partes irregulares, perdendo texto e averbações;
6 - Utilizar material de acabamento frágil.

É preciso que esses procedimentos sejam denunciados para que sejam evitados.

Outro detalhe importante é quanto às constantes digitalizações que serão necessárias a cada nova Averbação nos registros.

Para atender à demanda diária do Cartório, os livros teriam que ser sempre encaminhados para a digitalização. Com uma máquina no próprio local, isso pode ser feito rotineiramente no próprio cartório.

  Um trabalho amador pode custar caro e prejudicar os documentos públicos.

Contem com minha assessoria sem nenhum custo para encontrar a melhor solução para digitalização do acervo do cartório, com mínima despesa, total segurança e respeito aos documentos.

Pois os livros continuarão sendo a única forma de registro perene, que não podem ser impunemente fraudados e que tem inquestionável fé jurídica e legal.

Nenhum comentário: